Educação por Princípios

A Educação por Princípios tem como abordagem educacional demonstrar resultados no aprimoramento acadêmico e no caráter do aluno (AECEP, 2015). Esse sistema educacional tem se fortalecido no Brasil através da AECEP (Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios), entidade responsável pela Abordagem Educacional por Princípios no Brasil, que estrutura, organiza e compartilha conceitos e práticas pedagógicas e de gestão escolar em Abordagem Educacional por Princípios produzidos por seus fundadores, capacitadores e associados.

Sendo a Educação por Princípio uma abordagem educacional cristã que desenvolve o raciocínio a partir de fundamentos bíblicos identificados em cada assunto do currículo escolar, aqui no Colégio Shallon essa abordagem é feita em cada fase de ensino e em todas as áreas da vida do aluno, sob uma perspectiva cristã, fundamentada na aplicação de princípios bíblicos, visando desenvolver hábitos e valores ensinados por Jesus Cristo. E esse se torna o principal diferencial da Educação por princípios, que tem como ferramenta a palavra de Deus que transmite ao aluno conhecimento e valores que o capacitem a uma participação construtiva na sociedade, ensinando-o agir de forma crítica, desenvolvendo bons hábitos.

Os princípio norteiam a nossa proposta, conduzem o aluno a um amadurecimento de suas atitudes, ideias e valores, levando o aluno a percepção que o conhecimento está conectado com a história, a ciência, a vida em comunidade e com Deus.

SOMOS UM COLÉGIO CRISTÃO

7 PRINCÍPIOS TRABALHADOS NO COLÉGIO SHALLON

Autogoverno

Trabalhar o auto-governo é imprescindível tratando-se de convívio social. A partir desse princípio, os alunos são estimulados a pensarem antes de agir, pois o plano de Deus é que façamos escolhas assertivas na vida.

“Mas o fruto do Espírito Santo é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei”. (Gálatas 5.22-23)

Administração

Trabalhar esse conceito visa que o aluno aprenda a administrar sua vida, a fim de que seja organizado com seu tempo, com suas tarefas, consigo mesmo e com seus bens materiais. A partir disso, o aluno tende a melhorar e avançar no seu desenvolvimento tornando-se cada vez mais apto para gerir sua própria vida.

“Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para cultivá-lo e o guardar”. (Gênesis 2.15)

Autoridade

O aluno é incentivado a respeitar e reconhecer às autoridades sobre sua vida, como pais, professores, diretores, governantes de sua sociedade e, inclusive, a reconhecer à autoridade de Deus, que é a Autoridade acima de todas.

“[…] tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra”. (Gênesis 1.26)

 

Caráter

A formação do caráter em um indivíduo é muito importante, pois dela depende o seu sucesso no futuro e o desejo de Deus é ver o caráter de Jesus sendo formado em nós. Neste contexto escolar, o objetivo é estimular o aluno a ser firme e a ter coerência em suas atitudes, contribuindo para seu desenvolvimento como indivíduo comprometido e de caráter exemplar.

“Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”. (2 Coríntios 3:18)

Individualidade

Ao se trabalhar esse princípio no contexto escolar, o objetivo é que o grupo (classe de alunos) compreenda e respeite as características particulares de cada indivíduo. Dessa forma, promove-se o bom convívio e evitando preconceito e respeitando a individualidade do um do outro considerando as características únicas que envolvem cada um de nós.

“Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação. Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros”. (Romanos 12:4, 5)

Semear e colher

Todo plantio leva a uma colheita e neste princípio o aluno é levado a compreender que suas atitudes têm consequências, as quais podem ser agradáveis ou não, conforme àquilo que se plantou. O aluno é, então, incentivado a tomar atitudes positivas em seus relacionamentos e atividades em geral, a fim de que tenha em retorno às mesmas atitudes positivas.

Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes”. (Salmo 126.5-6)

União

Todas as coisas foram criadas por Deus para viverem em harmonia. O princípio de união completa o princípio de individualidade. Em toda a criação de Deus podemos perceber isto. O objetivo deste princípio é que o aluno compreenda que não somos iguais e que, para que haja harmonia precisamos entenderas diferenças e pela compreensão disso, os alunos passam a respeitar uns aos outros e a trabalhar juntos.

“A fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste”. (João 17.21)

Unidade Urias
Unidade Gyn 2